Início > Curiosidades, Geral > Elvis Presley- e o preço da fama

Elvis Presley- e o preço da fama


Em 16 de agosto, de cada ano, admiradores de todo o mundo prestam homenagem a Elvis Presley, no aniversário da sua trágica morte, nessa ocasião, a velha pergunta ressurge: O que levou Elvis a ter um fim tão deprimente?

Foi a morte de sua mãe? Terá sido a decadência do seu sucesso? Nada disso. Elvis morreu por outro motivo

 

 

Na sua infância e na adolescência, os seus pais Vernon e Gladys Presley, crentes evangélicos pentecostais, tiveram o cuidado de o levarem aos cultos da assembleia de Deus, igreja onde se congregavam. Foi ouvindo os louvores que Elvis aprendeu a cantar e a expressar os seus sentimentos através da música. Em adolescente, chegou a expor pequenas meditações bíblicas e a cantar na igreja. Os seus biógrafos contam que ele ficava deslumbrado com o magnetismo que a música tinha na atenção do público. Ele fortaleceu a ideia de que a música era um veículo importante na condução de ”massa” quando apreciava o louvor realizado pelas igrejas de negros, as quais visitava.

Em 1953, o seu talento musical foi descoberto, e foi contratado como cantor de estúdio.

Um dia, foi visto a cantar that’s alright, pulando pelo estúdio e a bater no violão com alguma força mas de modo que atraía a atenção. Pediram-lhe que repetisse o acto e gravaram a canção. Foi um sucesso. A música de Elvis era o rhythm and blues, ritmo de origem negra bastante usado nos cânticos das igrejas.

Esta música foi entretanto modificada no seu estilo, sendo-lhe dada coreografia e uma imagem de rebelia social de modo a cativar os mais jovens. Nasceu assim o rock’n’nroll. Por ser o único branco que realmente cantava com o sentimento de um negro, foi chamado “o rei do rock’n’roll.

Ainda nos anos 50, Elvis explodiu no meio da sociedade com sucesso, e foi-se afastando aos ‘poucos’ da igreja, das companhias cristãs e por fim totalmente de Deus. Tornou-se o branco que conseguia unir na música os negros e os brancos.

Foi assim que milhões de jovens em todo o mundo se apaixonaram por ele e aderiram à sua energia, transformando Elvis no símbolo da sua rebeldia.

No livro starway to heaven, publicado pela ballantines book de nova Iorque, há o registo da seguinte confisão do cantor: ‘Quando aquele espirito me movia, eu não queria ressistir; quando esse estranho sentimento descia sobre mim, eu era capaz de correr sobre as teclas daquele piano como jamais o fizera. Até parecia que uma força de fora me conduzia e carregava o meu corpo. Tive a sensação de estar ungido pelo demónio.

Não sei como descrever isso, pois era completamente diferente de tudo quanto experimentara na vida. Eu sabia que isso não vinha de Deus.

Elvis tinha consciência do erro em que vivia, mas o apego à fama fê-lo permanecer no erro.

Em 1958, Elvis prestou serviço militar. Tempos depois sua mãe, morre. Começa, então, a pior fase da sua vida. Ao saber da morte da mãe entra em depresão.

Quando volta do serviço militar, o público está ávido das suas interpretações, Elvis muda radicalmente o seu estilo. Passa a cantar gospel e músicas consideradas pela crítica “inofensivas” e perde público.

Antes de entrar no palco, lembrava-se da sua mãe e dos ensinos que lhe dera acerca de Deus e como o mundo era governado pelo inimigo de Deus, então cantava louvores a Deus e fazia orações. Porém, não havia arrependimento. Só havia remorso. Quando se sentia deprimido, interrompia os músicos para cantar hinos cristãos aprendidos na infância, e sou conseguia dormir depois de cantar how great thout art (quão grande és Tu).

Elvis dizia ” não existe nada mais belo que um grupo vocal em harmonia cantando louvores para Deus”.

Chegou a criar, no jardim da sua mansão , um lugar para meditar e orar, onde hoje está o seu túmulo, mas continuava afastado de Deus. Ele não queria deixar o pecado.

Conhecia Deus e a verdade mas sempre viveu para o momento presente. Não adimitiu alguma vez que era pecador e precisava de perdão. Sentia-se bem ao cantar e orar, mas não sabia se Deus o ouvia. Adiou sempre o momento de pedir perdão dos seus pecados a Jesus até que entrou num processo de deterioração. Passou a tomar drogas, divorciou-se 2 vezes. Finalmente, a 16 de agosto de 1977, foi encontrado morto em casa. A autópisia revelou a ingestão de mais de 8 drogas.

Morreu lendo “The scientific for the face of Jesus“(procura científica pela face de Jesus). Elvis morreu tragicamente porque abandonou Deus, a quem aprendeu a  amar com seus pais naquela pequena igreja…

CPAD (corrigida)

  

Anúncios
Categorias:Curiosidades, Geral
  1. daniel
    Outubro 30, 2011 às 2:56am

    como dizia elvis so jesus e rei apenas um comentario vindo do proprio elvis

  2. daniel
    Outubro 30, 2011 às 2:54am

    acho quem pode julgar uma pessoa e so Deus e mais ninguem se elvis morreu desviado ou nao so Deus pode jugar

  3. Evani pizelli
    Outubro 27, 2011 às 4:01pm

    Pelo que ja li sobre Elvis ,acho que ele nunca se esqueceu de DEUS. Existiram falhas sim , mas todos nos falhamos e tbem com Deus.
    Mas eu o amo de qualquer jeito. Ele foi incrivel. eu adoroooooooooooo ELVIS.

  4. Julho 14, 2011 às 2:37pm

    M uito interessante, eu não conhecia bem a história..

  5. valeria
    Julho 9, 2011 às 7:13am

    Bom eu diria que nao foi so o fato de elvis estar afastado de deus, mas tudo o que ele fez pela fama e o sucesso sem se importar com quem ele estava prejudicando,falam muito bem das musicas que elvis cantava e realmente as que eram compostas por caras como chuck berry (o verdadeiro rei do rock) e otis black well sim realmente eram boas, mas gente ja ouviram king crioule e orrivel em todos os sentidos, simplesmente mais uma musica de gravadora, que o tao afamado elvis poderia simplesmente se recusar a cantar, se ele fosse realmente um cara legal, musica que chama claramente o rei do blues de monte de carvao e faz criticas infundadas ao blues de nova orleans, bom mas isso e o de menos para quem roubava as musicas e a danca dos negros e se dizia humilde, mas nem se quer os direitos altorais ele pagava e grande rei do rock ou deveriamos dizer rei da estupidez e do preconceito

  6. Julho 3, 2011 às 3:12pm

    A bíblia não pode mentir. A aliança com Deus deve ser imprescindível… Bastante pertinente este comentário sobre o Elvis…

  7. Maio 20, 2009 às 8:10pm

    será mesmo que elvis teve que pagar com sua vida,existe comentarios cada um mais estranho do que o outro acho que elvis presley viveu natural e sobre natural, acho também que houve erro na sua criaçaõ quando a mae de elvis coloca na cabeça dele que ele teria que conversar com seu irmão garon, só porque saõ gemeos e assim foi
    eu também sou gemeas a unica coisa que sinto e que quando acontece alguma coisa com meu irmão eu fico incomodada outros dizem que morreu por causa da esposa
    existe muita mentira sobre a vida de elvis, só ele e Deus sabe a verdade.

  8. cabraljr
    Março 28, 2009 às 8:13pm

    Mesmo ainda sendo famoso Deus tem que estar no primeiro lugar.

    um Abraço

  9. Março 28, 2009 às 12:24pm

    Jamais podemos esquecer de Deus. Esse caso do Elvis é apenas um dos vários exemplos que já aconteceram.

    Muito oportuno o artigo.

    Sucesso com o seu blog,

    Abraços.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: