Início > Geral > Convicções religiosas dominam campanha eleitoral

Convicções religiosas dominam campanha eleitoral


Esta semana, o candidato José Serra declarou ser contra o aborto, alegando “valores cristãos”. Mas neste sábado (16), uma nota publicada na coluna de Mônica Bergamo, no jornal Folha de S. Paulo informa que a esposa do candidato à Presidência, José Serra, já teria feito um aborto.

Segundo o jornal, a bailarina Sheila Canevacci Ribeiro, ex-aluna de Mônica Serra, postou uma mensagem no Facebook, dizendo-se ‘indignada pelo posicionamento escorregadio de José Serra” no debate da Rede Bandeirantes, no domingo passado (10).

Outra ex-aluna de Mônica Serra , que preferiu não ter a identidade revelada, disse que Mônica teria interrompido uma gravidez por causa da Ditadura. Serra conheceu sua esposa no Chile, onde viveu exilado após o golpe militar de 1964.

Nesse show que se tornou nossa campanha eleitoral aparece o pastor Silas Malafaia, que iniciou a campanha política apoiando a candidata Marina Silva e depois, usando o argumento frágil de que o partido dela, o PV, apoiava o aborto, mudou de lado e, para justificar que não apoiaria a candidata Dilma, acusou o PT de ser a favor do aborto e apoiar o casamento de homossexuais. Pronto, o caminho estava aberto para, sabe-se lá com que interesse, apoiar o candidato Serra.

Como não há nada escondido que não seja revelado, veio a declaração do próprio Serra, em vários meios de comunicação, de que é favorável ao casamento de homossexuais.

Agora ficam as perguntas: O que fez o pastor Malafaia mudar de lado? Ele vai continuar apoiando o Serra?

Via: O provocador, blog Edir Macedo

 

 

  1. IDEVALDO
    Fevereiro 13, 2011 às 12:53am

    atençao atençao irmao evangelico vamos orar mais e falar menos a biblia diz que orar sem cesarrrrrrrrrrrrrr

  2. Jeff
    Outubro 18, 2010 às 10:42pm

    o cristianismo deve cuidar de coisas do cristianismo, nen todo o pais e cristão, os crentes deveriam parar de tentar fazer tudo que e pecado para eles, ser contra a lei. o pais e LAICO

  3. Outubro 18, 2010 às 8:35pm

    É terrivel ter que ver na tv e em todos os meios de comunicação, onde alguns usando o nome de Deus por conta e graça individual e dizendo em nome de todos.
    Lamento profundamente, pena que nada podemos fazer.
    Fico imaginando como e onde o ser humano chega, usar o nome de Deus desesperadamente em nome da política.

  4. Cibele Blanco
    Outubro 18, 2010 às 5:22pm

    Vi escrito “Jesus domina campanha eleitoral”.

    Por favor, não diga que Jesus está metido nessas barbaridades, ok? Pra mim, Silas Malacheia até ateu é. Não é possível que ele não tenha nenhum temor por falar tantas mentiras e ser tão dissimulado.

  5. Wagner
    Outubro 18, 2010 às 4:31pm

    Lementavel td isso. Os politicos tiram vantagens da falta de informação da população e do fanatismo pelas religioes. Nem a Dilme nem o Serra são candidatos para um cargo religioso, é sim para presidente e a posição religiosa dele nao deveria influencia a opniao publica, o q deve ser levado em conta é o passado POLITCO dele. Mas isso ninguem esta interessado em saber, é um simples detalhe.

  6. Carina
    Outubro 18, 2010 às 11:58am

    o Feitiço virou contra o feiticeiro.

  7. Sergio
    Outubro 18, 2010 às 11:56am

    Eu acho que ele deveria se preocupar com as ovelhas que seguem ele e não ficar se metendo em política porque atos não pensados geram irresposabilidade e cobrança por parte de todos.

  8. Paula
    Outubro 18, 2010 às 11:53am

    Engraçado, todos, principalmente nas igrejas evangélicas, corria boatos que Dilma era satanista, que tinha pacto com diabo. Bom, com as declarações de Serra que é a favor do casamento gay , ficou provado que o satanista é o Serra, e ver um pastor como Silas que sempre está na luta contra a lei que autoriza o casamento gay apoiar Serra, foi de roer os ossos viu.

    • Cibele Blanco
      Outubro 18, 2010 às 5:21pm

      Muitos cristãos protestantes como eu acreditam que Malafaia foi comprado para fazer campanha a favor do Serra. Até os crentes mais ignorantes da assembléia de Deus estão achando muito estranho essa atitude de Malafaia.

      Eu acredito que o negócio desse pastorzinho é dinheiro e não duvido de mais nada.

      Muita, MUITA indignação. Colocam seus ideais de ditadura e opressão atrás da religião. E as causas sociais? “O que importa é que o brasileiro não aborte. Se tem gente morrendo de fome, não interessa.”

  1. Outubro 19, 2010 às 4:30am
  2. Outubro 19, 2010 às 3:45am

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: